• RadarFit

VOCÊ SABIA QUE O STRESS PODE SER CAUSADOR DE ALGUMAS DOENÇAS?

Agora que você já sabe o que é stress, que tal conferir até onde as manifestações físicas dessa emoção se enquadram como saudáveis?


Por Victoria Oliveira

Agora que você já sabe o que é stress, que tal conferir até onde as manifestações físicas dessa emoção se enquadram como saudáveis?

O endocrinologista e pesquisador canadense Hans Selye foi o primeiro a elaborar o conceito de estresse, ele observou que organismos diferentes apresentam um mesmo padrão de resposta fisiológica para uma série de estímulos que têm efeitos nocivos, ou que pelo menos nosso organismo entende como nocivos, em nosso corpo; dessa forma, esses estímulos são classificados como estressores quando exigem certa diligência emocional para resolução. Entretanto, é importante ressaltar que o estresse não é, de fato, um fator ruim ao nosso organismo, como dito no post anterior, é uma resposta evolutiva que mantivemos para facilitar nossa sobrevivência. Dito isso, o estresse está associado à liberação de hormônios diversos que, além de modificar vários aspectos da fisiologia, têm ainda um efeito modulador das defesas do organismo. Em humanos, o principal hormônio com essas funções é o cortisol, hormônio este extremamente relacionado ao sistema imunológico. Assim, várias pesquisas têm relacionado o estresse crônico com a diminuição das defesas do organismo, levando ao desenvolvimento de doenças, reações alérgicas e ao aumento da susceptibilidade a infecções, como herpes, gripe e resfriado. Deste modo, com a naturalização da rotina corrida e grandes demandas no trabalho, é muito importante que você saiba diferenciar comportamentos rotineiros de sintomas do estresse, para que possa, então, evitar que essa resposta fisiológica comum atinja o quadro chamado de estresse crônico, fator de risco para várias doenças. Veja, então, uma lista de sintomas físicos do stress:

  • consumo descontrolado de álcool e de cigarros;

  • cansaço e indisposição mental;

  • tensão e dores musculares;

  • desinteresse pelas coisas;

  • excessivas preocupações;

  • dificuldade de memória;

  • aumento da ansiedade;

  • falta de concentração;

  • alterações no apetite;

  • irritação constante;

  • alteração de sono;

  • desvios de humor;

  • abuso de drogas.

Isto posto, preparamos também uma lista de doenças comprovadamente relacionadas ao estresse crônico. Mas veja bem, o estresse é um fator de risco e não o principal causador dessas doenças, neste ponto de diagnóstico, é preciso levar em consideração a influência do meio na eclosão dessas doenças e não só o meio físico, é preciso se atentar, também e principalmente, ao ambiente genético.

  • Doenças de pele: A dermatite nervosa é um tipo de alergia que pode surgir após situações de estresse frequente ou problemas emocionais.

  • Doenças infecciosas: À custa da relação direta do hormônio cortisol com o sistema imunológico, enfermidades infecciosas (como gripe, por exemplo), são uma das principais consequências físicas do stress.

  • Insônia e Fadiga: A perda de energia crônica pode ser causados por estresse prolongado, além disso, a resposta emocional em pauta também é uma das principais causas de alteração do padrão do sono levando tanto à insônia aguda como a crônica.

  • Problemas gástricos: Questões digestivas como diarréia e constipação também podem ser causados ​​por altos níveis de estresse. Por este motivo, gastrite e úlcera são sintomas físicos do estresse bastantes comuns.

  • Bruxismo: as tensões diárias além de afetarem a saúde emocional e imunológica, também afetam a saúde bucal, pessoas submetidas a um excesso de estresse podem começar ranger ou apertar involuntariamente os dentes.

Enfim, o estresse está intrinsecamente presente em nossa rotina, dificilmente conseguimos evitá-lo por completo, todavia, não seria saudável fazê-lo visto que é uma resposta fisiológica primordial para tomada de decisões e, por conseguinte, a sobrevivência. De qualquer forma, quando identificá-lo como nocivo, procure com urgência um médico e um psicólogo. Gostou de conhecer as principais doenças causadas pelo estresse? Então veja também o nosso primeiro post sobre stress: https://bit.ly/2TlUqvg

4 visualizações